Videohisteroscopia

 videohisteroscopiavideohisteroscopia é um exame onde é introduzido através do colo uterino um instrumento fino de aproximadamente 5 mm (histeroscópio) tem como objetivo a avaliação da cavidade uterina trazendo o diagnóstico de patologias uterinas como miomas, pólipos, endometrite, câncer, entre outras.

A videohisteroscopia, além de ter o poder de diagnosticar patologias uterina, é capaz de ser realizada em regime ambulatorial sendo bem tolerada sem anestesia, porém pode ser realizada sob sedação, trazendo assim mais conforto a paciente e tratamento imediato de algumas dessas doenças.

Indicações

Tem como indicações principais: infertilidade, abortamento habitual, sangramento uterino anormal, pólipos, miomas, espessamento do endométrio, suspeita de câncer de endométrio e suspeita de malformações ginecológicas.

Videohisteroscopia Diagnóstica

Investigação de infertilidade

A infertilidade é hoje um dos problemas da mulher moderna que mais aflige a população feminina, sendo uma das queixas mais frequentes nos ambulatórios de ginecologia.

Investigação de endometriose

A endometriose é uma doença mais frequente do que as pessoas imaginam. Estima-se que 15% das mulheres entre 15 e 45 anos de idade possuem essa doença. Esse percentual sobe para até 70% quando a mulher apresenta história de infertilidade ou dor pélvica.

Investigação de sangramento uterino anormal

O termo sangramento uterino anormal engloba uma série de patologias e/ou alterações hormonais femininas. Na realidade qualquer alteração no ciclo menstrual normal recebe o nome de “sangramento uterino anormal”.

Investigação de dor pélvica

Considera-se uma paciente portadora da síndrome de dor pélvica crônica (DPC), aquela que apresenta dor no andar inferior do abdome anterior (baixo ventre), abaixo da cicatriz umbilical, ou ainda, na parte das costas em região lombossacra (“pé das costas”).

Videohisteroscopia Cirúrgica

Polipectomia

Polipectomia histeroscópica permite a remoção ambulatorial de pólipos.

Miomectomia

Miomectomia, às vezes também fibroidectomia, refere-se à remoção cirúrgica de leiomiomas uterinos, também conhecidos como miomas. Em contraste com uma histerectomia, o útero permanece preservado e a mulher retém seu potencial reprodutivo.

Septoplastia

O útero septado é uma malformação uterina que causa abortos e problemas no desenvolvimento do embrião. A cirurgia é realizada através de histeroscopia, um procedimento cômodo, fácil e rápido, sem a necessidade de uma operação pelo abdome. Essa correção diminui as taxas de aborto em até 5,9% dos casos e aumenta as chances de concepção em até 80% deles.

Lise de sinéquia

Sinéquias uterinas são aderências (cicatrizes) que se formam no interior do útero. Essas aderências podem envolver tecido endometrial (que reveste internamente o útero) ou fibromuscular, e são classificadas em mínimas, moderadas ou graves.

Outros

  • Colocação, reposição e retirada de DIU
  • Remoção de restos ovulares (aborto retido)
  • Remoção de corpo estranho

Agende Sua Consulta e/ou Exame

Aceitamos vários convênios e particular, inclusive com cartão de crédito. Clique nos botões para ligar ou envie uma mensagem.

Agendar Pelo WhatsApp

Compartilhe!